Goiânia recebe a 2ª Edição do Goyazes – Festival de Fotografia 2022

Evento que acontece de forma virtual e presencial conta com exposições, premiações, oficinas, palestras e mesas

Goiânia recebe a 2ª Edição do Goyazes – Festival de Fotografia 2022, de 13 a 22 de agosto, que oferecerá uma série de exposições, palestras, mesas, oficinas, curso, premiações e leituras de portfólios. Ao todo, são 25 atividades, virtuais e presenciais, gratuitas e acessíveis à plateias diversificadas. As atividades presenciais serão realizadas na sede da WA IMAGEM Fotografia e Produção Cultural, localizada na Rua 89, no Setor Sul, idealizadora e organizadora do projeto e em outras locações da cidade.

Para coordenador do projeto, Wagner Araújo, nesta edição o objetivo é desenvolver toda a série de atividades que compõe o festival para construir e fortalecer um espaço dedicado à crítica e ao entendimento do intenso processo de produção, distribuição e consumo de imagens no Brasil contemporâneo.

“Temos em Goiás um grande número de profissionais e estudantes ligados à produção fotográfica: fotógrafos, professores, coordenadores de artes visuais, jornalistas, publicitários, universitários, repórteres sociais, acadêmicos e amadores e, em contrapartida, agora temos um incentivo específico, uma forma de levar mais cultura e atualização fotográfica aos interessados nesta arte, que poderão se beneficiar com visitas às exposições, participando nas palestras, oficinas, convocatória”, ressaltou Wagner.

O evento contará com a participação de convidados locais, nacionais e internacionais, reconhecidos no cenário da fotografia brasileira, além de cinco artistas que serão apresentados através de convocatórias estadual, que terão os trabalhos inscritos no edital do Prêmio Goyazes 2022.

Wagner explica que dentro da proposito inicial da Lei Aldir Blanc Federal em alinhamento com a Secretaria Estadual de Cultura de Goiás (Secult), a proposta considera como prioridade o apoio às trabalhadoras e trabalhadores da arte e da cultura atuantes e residentes em Goiás, afetados pelas consequências do estado de calamidade pública.

“Além de promover e divulgar a produção artística e cultural do estado de Goiás e disponibilizar conteúdos artísticos e culturais para a população, por meio de ações de formação cultural e premiações. Nesse sentido concentramos a grande maioria de nossas ações utilizando profissionais, convidados e premiados do Estado de Goiás, sendo beneficiados diretamente 28 pessoas locais, 3 nacionais e 4 estrangeiros, perfazendo um total de 80% de profissionais goianos”, destacou o organizador.

Prêmio Goyazes

As inscrições para o Prêmio Goyazes poderão ser feitas de forma gratuita de 1º de maio a 20 de junho, pelo site Goyazes – Festival de Fotografia. Os inscritos deverão ser pessoas físicas, maiores de 18 anos, brasileiros natos ou naturalizados, ou estrangeiros com situação de permanência devidamente legalizada e residência comprovada em Goiás de pelo menos um ano completo até a data do início da inscrição.

Também poderão ser inscritos trabalhos coletivos, caso em que a inscrição deverá ser realizada apenas por um proponente que responda pelo grupo. Serão selecionados 15 fotógrafos locais. Destes, 5 receberão o prêmio no valor de R$ 3 mil, além da exposição de seus ensaios durante a realização do Festival Goyazes, os demais terão  a leitura de seus portfólios. O resultado da premiação será divulgado no dia 22 de julho.

Programação

Com uma programação recheada de exposições, oficinas, cursos e palestras, a partir do primeiro dia do Festival Goyazes, o público terá acesso à exposições de artistas, como Eustáquio Neves com “Fronteira Cotidianas na Vida de um Negro; Divino Sobral com “J. Craveiro. O Homem e a Sua Cidade; Luis Elias, com o ensaio “Cora Coralina. Uma Janela Para o Mundo”; entre outras.

Durante as oficinas, que serão realizadas mediante inscrição, também de forma gratuitas, os alunos terão acesso à técnicas de fotografia, propostas de jogos fotográficos, bate-papo com um passeio pelo centro de Goiânia, além do curso de introdução à filosofia da Fotografia. Elas serão ministradas pelos artistas e mestres, Guilherme Ghisoni, Ana Rita Vidica, Deborah Borges e Bráulio Vinícius.

O Festival Goyazes também traz palestras sobre temas atuais e de grande relevância como “Estética e Política na Imagem Fotográfica”,  com a renomada Simonetta Persichetti,  que é líder do grupo de pesquisa Comunicação Cultura e Visualidades, na Faculdade Cásper Líbero/SP), e “Como a Fotografia pode construir pontes entre a sociedade e os territórios criativos?”, com a curadora de arte contemporânea em Portugal e no Brasil, Ângela Berlinde, e outros.

Os participantes também participarão de mesa internacional sobre “A fotografia artística contemporânea, sua produção e sua difusão no mercado de arte no século XXI” e mesa nacional sobre a “A pesquisa fotográfica e seus desdobramentos”, com mediação de Samuel José Gilbert de Jesus, coordenador do curso de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás FAV-UFG.

Confira a programação na íntegra em Goyazes – Festival de Fotografia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.